Amigo da Alma Rotating Header Image

NIRVANAMSARA

NIRVANAMSARA

Um louco me pediu fino tecido,
uma encomenda à qual me debrucei…
Teci, teci o mais fino o quanto eu sei,
mas nada ao louco fez sequer sentido:

– Grosseiro o teu trabalho, não gostei!
De novo à tessitura em meu destino
me entreguei; teci, assim, outro mais fino,
mas inda ele não quis; e então falei:

– Mais fino, pra além disto, só invisível!
– Pois, é este então que eu quero! – o doidivana -
que é pra vestir meu ego e ele é impossível!

Se eu não lhe visto bem, só quebro a cara!
E assim que eu dei meu nada à mente insana,
– Nirvana, disse o louco, é tua Samsara!

Paulo Urban
Sonetista do Aquarismo
Dec. Her. – 13h50min – 7 setembro, MMXVI

Leave a Reply