Amigo da Alma Rotating Header Image

Os Três Reis Magos

Extensa é a mítica em torno das nobres figuras dos Reis Magos, sacerdotes ‘magi’ (de onde se deriva o nome ‘magia’), uma das seis tribos sacerdotais da Ásia Menor que, ao lado dos caldeus, compunham duas célebres Escolas de Mistérios. Praticantes do ocultismo, os magi e os caldeus eram versados especialmente na astrologia, arte divinatória que dominavam com absoluta mestria. Embora certas fontes admitam que dois dos Reis magos fossem persas e um deles egípcio, outras lhes atribuem um hipotético reino comum, sediado em Seuva, cidade que teria sido por eles fundada meio século antes do nascimento de Jesus. Seuva crescera junto aos pés do Monte Vaus (ou Monte da Vitória), de cujo pico, em seu palácio rotatório, ao mesmo tempo um observatório astronômico, à imagem dos céus, os três Reis Magos governavam sua gente.

Vale dizer que os presentes com que os Reis Magos honraram o menino Jesus têm também profundo significado espiritual: o primeiro lhe oferta ouro, metal nobre e incorruptível, símbolo alquímico da natureza divina, da qual o próprio recém-nascido era exemplo vivo; o segundo lhe oferece incenso, em alusão à natureza sacerdotal que a criancinha também comportava, haja vista que Jesus, precocemente, ainda criança, foi visto a ensinar aos doutos na Sinagoga, depois se fez rabino, e tornou-se ainda Mestre da humanidade. E o terceiro rei lhe oferta um pequeno cântaro com mirra, cujo significado nos remete ao Bálsamo da Incorruptibilidade, espécie de Elixir da Juventude, contraparte perfumada do próprio ouro, por meio da qual saudava assim, Jesus, como o maior Profeta da humanidade.

Os Três Reis Magos, mosaico em S. Apollinare Nuovo, Ravenna, Itália. No muro da igreja, concluida em 569, lê-se os nomes dos três.

TRÍPLICE VISITA

Dois persas e um egípcio, magos reis,
astrólogos, videntes, eruditos,
vieram adorar dentre os benditos
aquele que reinava além dos três.

Pois, em Belém nascera o Salvador!
Seu reino era invisível e um cometa,
cumprindo anunciar trouxe a trombeta
de Luz da Boa Nova Era do Amor.

Estava decretada a Nova Lei!
Incenso, mirra e ouro entre os Planetas
a constelar nos céus um novo mito

do herói divinumano e ungido, o Cristo,
a revelar que o Pai vive nas letras:
Amai-vos como assim eu vos amei!

Nicolau Nicolei de Ptolodamus
Astrólogo do Rei,
Porta Voz de onde estamos!
decassílabos heroicos a celebrar o Natal e o dia de Reis (também dia do Astrólogo)

___________________________________________

Mestre Nicolau é autor também de 12 Sonetastrológicos, cada um deles dedicado a um signo do zodíaco. Aos astrologonautas que desejem embarcar nesta vagem, sugerimos começar pelo primeiro deles: Áries.

 

One Comment

  1. Rachel Kamalakian disse:

    Lindíssimo texto! Dia 6 de janeiro também é comemorado o Natal para os Armênios.

Leave a Reply