Amigo da Alma Rotating Header Image

Posts under ‘Sonetextos’

Dramestático

DRAMESTÁTICO Meu carro não tem som, nem mesmo um rádio. Só silêncio quando viajo dentro dele. Há vezes em que medito e outras em que entoo mantras que eu mesmo invento, desses que me ocorrem nas sessões de introspecção diante do fogo que regularmente acendo em meu quintal, quando então, morcegos me visitam e trazem […]

Dama de Paus

Não poderia haver data mais propícia que uma Sexta-Feira 13 (por sinal, de agosto) para apresentar aos leitores esse poeta maldito, autor de estarrecedores soneteróticos. Madrugadas à pena e ao piano, escrevendo ou tocando à luz de velas, imerso em suas próprias fantasmagorias, Alan Rodrigues de Carvalho, confesso misantropo, mora em seu retirado castelete acompanhado apenas […]

Cruzadamante

Com a posição enfraquecida dos cristãos, o ano de 1187 foi marcado pela cruenta reconquista de Jerusalém pelos duzentos mil soldados a comando do astuto sultão curdo Salah Al-Din (1138-1193), que cercaram a cidade, capital do Reino Latino do Oriente, e a tomaram após meses de prolongado e sanguinário combate, dado à brava resistência organizada […]

Relatividade de Escher

“Minhas imagens requerem uma explicação, porque sem isso elas são muito herméticas e têm muito de uma fórmula só para os Iniciados. Ao mesmo tempo, o conjunto de ideias que elas expressam, embora essencialmente factual e impessoal, parece, para minha constante surpresa, ser tão pouco usual e, nesse sentido, tão inédito, que eu não conseguiria […]

Lost in a Starspace Trek

LOST in a STARSPACE-TREK A família Robinson estava mais uma vez às voltas com problemas criados pelo insuportável Dr. Zachary Smith que, clandestino na Jupiter 2, só aprontava das suas. Agora ele fingia jogar xadrez com o robô para sub-repticiamente alimentá-lo com falhas de programa que comprometeriam a expedição, colocando completamente em risco a próxima […]

Assim Falava Zaranietzsche

A grandeza do homem é ser ele uma ponte, e não uma meta; o que se pode amar no homem é ser ele uma passagem e não um termo, dizia Zaranietzsche, fitando a multidão. Emborassombrado, prosseguia: O homem é corda distendida sobre um abismo; travessia perigosa, temerário caminhar, perigoso olhar para trás, perigoso tremer e […]

O Eterno Retorno

Agosto de 1881. Aos pés dos picos nevados de Sils Maria, Suíça, em sua habitual caminhada das tardes de verão, atravessado por extraordinária visão, assim confessava Friedrich Nietzsche (1844-1900) em seu diário: “A seis mil pés acima do nível do mar e muito mais acima de todas as coisas humanas, pensamentos surgiram em meu horizonte, […]

Blue Moon

Havendo o majestoso Sol cumprido uma vez mais seu ciclo e regressado ao nodo vernal da eclíptica, ponto cósmico da semente e da potência, onde tudo (re)começa e dia e noite se equilibram, por decretastrológico cruzamos o portal do Equinócio de Outono. (A efeméride ocorreu neste sábado, 20 de março de MMX, precisamente às 14h33min, […]

Sono-Mor

Eram mandalas de arcabouços bioneuroquímicos que se abriam e se fechavam, ora engolindo, ora cuspindo as suas já mais perdidas certezas, imagens presas em multicoloridas contas de sinapses, caleidoscópicas miragens dançantes entrespaços absconsos, todas juntas revelando o universonírico na lâmina brilhante e platinada dos espelhos dos neurônios. Linguagem cristalina do divininconsciente, mapa náutico de todos […]

Raposáguia

Bestiário Alquímico é obra das mais singulares que compõem a extensa sonetoteca de Christiano Sotero, mestre sonetista. Seu bestiário abarca distintos universos com seus incríveis monstros mitológicos, classificados em reinos e famílias, e traz ainda algumas ilustrações a nanquim e bico de pena feitas pelas mãos do próprio Christiano, exímio criador de iluminuras. O Bestiário de Sotero […]

Sonetaniversário

Aquariano de 10 de fevereiro, há poucos dias completei 45 anos. Abençoado dia em que estive na companhia das pessoas mais íntimas, incluindo mãe, irmã e filha.  Para os que dizem que a vida começa aos 40, só posso confirmar o dito confessando que ultimamente me descubro feito uma criança de cinco anos, dessas que […]

Mitalma

Desejo ser um criador de  mitos, que é o mistério mais alto que pode obrar alguém da humanidade. (Fernando Pessoa in ‘Os Outros Eus’) Somos heróis de nossa própria jornada. E todo herói traz consigo uma missão, relacionada essencialmente à sua pessoal mitologia. Decifrá-la e, sobretudo, provar dela, talvez seja aquilo a que de mais […]

Lua de Odin

Três mouras-fadas dançam na clareira de seu bosque, noitentrando, eclipse no horizonte. Cirandam em volta do Carvalho-mãe invocando Odin, sábio bardo das runas de Anam Cara, verdadeiro Amigo da Alma celta. Hugin e Munin, dois corvos,  rasantes despontam no terreiro a atestar que Odin, rei dos deuses, pronta escuta lá de seu palácio de Valaskjálf, em […]

Árvore da Vida

Feito à imagem e semelhança divinas, Adão mítico traz consigo o universinteiro em sua alma; homem primoriginal, microcosmo da matricial Árvore da Vida (com suas 10 Sephiroth unidas entre si por 22 elos, a compor assim os 32 caminhos da Inteligência Cósmica), eis o celestorvalho e a seiva edênica que nos insuflam a alma de vida, […]

Humilbrasas

Noite clara, fogueira armada e à espera de ser acesa. Suave toque das brumâncias, o floripôndio senhor-dama da noite perfuma o reservado do jardim. Convoco os morcegos, animais de poder meus amigos que em bando tecem revoada, autorizando-me ao sagrado rito mágico. Aceso o fogo, por horas a fio silente, penetro as crepitantes labaredas nas […]

Oroboro

O sagrado texto do Taoísmo Tao Te Ching, atribuído ao “Velho Sábio” Lao Tse (séc. VI a.C.) roga em seu primeiro aforismo que “o Tao do qual se pode falar, não é o Tao”. E explica-nos Lao Tse, “os nomes que lhe podem ser dados nunca são seu verdadeiro nome”. O mesmo nos ensina o ancião […]

O Mito de Sísifo-Poeta

Escrevo Sonetos (*). Respiro Sonetos. Sofro da maldição de Sísifo-poeta preso à febre intempestiva de compor sempre sonetos. Nos momentos mais intensos, em comunhão com algo que, vulcânico, se me jorra, que, tirânico, me comanda, e que, vesânico, não compreendo, sou forçado a grafite dar vazão a esses sentimentos que em catorze versos me assolam e […]

Senso-espiritualidade dos Sentidos

SENSO-ESPIRITUALIDADE DOS SENTIDOS Texto de Paulo Urban, médico psiquiatra e Psicoterapeuta do Encantamento. Um de nossos maiores enganos é crer que o divino se encontre fora de nós, e que exista em mundo alheio de nossa realidade, como algo impossível de ser alcançado, sequer imaginado. Essa ideia tem raízes no racionalismo de Descartes (1596-1650), que deu […]