Amigo da Alma Rotating Header Image

Relativerdades

RELATIVERDADES

A perseguir o rastro da Verdade
devoto-me atrás dela, eterna luta;
quero-a à Descartes, clara e una, absoluta,
distinta sob a luz da realidade.

Mas que tolice a minha essa labuta!
Não há Verdade assim, só falsidade,
tudo é Equação da Relatividade,
perene é o lapidar da Pedra bruta.

Engana-se a Ciência e inda quem pensa
que exista essa Verdade derradeira
e a chave que abrirá tal porta última,

Porque quem chega lá, piada imensa,
descobre que a Verdade é brincadeira,
que a última será sempre a penúltima!

Paulo Urban, Sonetista do Aquarismo
13 de julho, MMXVIII
decassílabos heroicos

__________________________________________

Relacionado ao tema, leia também: “Certa Verdade a Respeito das Verdades”, de Homero Pimentel

 

 

Leave a Reply