Amigo da Alma Rotating Header Image

Vox Dei

Conta-se que os deuses tinham por tradição reunir-se em Concílio no Monte Olimpo todo 21 de junho, solstício de verão, quando então, após terem as Musas já cantado e as Cárites dançado, comungando da ambrosia, dos vinhos e de outros néctares psicoativos, entravam em Coclave, passando em revista e discussão suas ações até então cometidas, bem como seus planos por fazer…

Eventualmente, porém, algum Conclave extra era emergencialmente realizado, por queixa deste ou daquele, assim como foi o célebre Concílio de 1497, convocado por Dioniso-Baco contra a petulância do navegador lusitano Vasco da Gama, imortalizado em versos decassílabos heroicos nos ‘Lusíadas’ de Luís Vaz de Camões.

De semelhante modo, certa feita o Concílio foi convocado pelo próprio Júpiter, a dar conta do sumiço de uma… ora, de uma simples chave! Aos que desejarem acompanhar a celeuma, segue o signo…

VOX DEI

No Olimpo os deuses formam-se em conclave.
Júpiter, de seu trono, abre o trabalho,
discursa e bate à mesa com seu malho:
Quem foi que nos roubou do amor a chave?

Possesso, Marte acusa: — Esse paspalho
Mercúrio que a furtou! De mão suave,
patrono dos ladrões, crime bem grave!
Devolve, senão hoje eu te estraçalho!

Vulcano, Juno e Febo, linda Vênus,
Minerva, deusa Ceres, Dioniso,
Diana e a virgem Vesta, todos eles

se voltam pra Mercúrio, que ri deles:
– Sim, roubei, foi eu mesmo, e não pra menos,
que os deuses sem o amor são só Narciso!

Paulo Urban
02 de junho, MMII
decassílabos heroicos

One Comment

  1. Alan Rodrigues de Carvalho disse:

    Interessante é a sutileza contida no título: “VOX DEI”, a dizer, ‘A Voz de Deus’; fosse referência a esse falatório todo dos deuses em conclave no Olimpo discutindo, ou clara menção às vozes de Zeus, Marte e Mercúrio que de fato ‘falam’ nestes versos, então, em latim, assim se escreveria: “DEORUM VOCES” (vozes dos deuses).

    Grafado como está, no singular, “VOX DEI”, é porque o poeta se refere especificamente à única e verdadeira ‘Voz de Deus’, que não é nenhuma outra senão a do Amor.

Leave a Reply